O Verdadeiro Código DaVinci através da Astrologia

Texto e autoria: Aizzonn Negroni.

Leonardo da Vinci nasceu na Itália no dia 15 de abril de 1452, na cidade Vinci. Foi pintor, escultor, arquiteto, anatomista, projetista, inventor, pensador, ocultista etc. Na época que o quadro, a Santa Ceia, foi encomendado, a ciência da Astrologia era considerada para a Igreja católica, bruxaria e quem ousasse expor seus conhecimentos era condenado a morrer na fogueira, em praça pública. A coincidência do fato de que Jesus tinha 12 apóstolos vinha de encontro ao desejo de Leonardo poder expressar um pouco do seu conhecimento astrológico, através da postura de cada signo representada por cada um dos apóstolos. Leonardo possivelmente se inspirou no tratado astronômico de Ptolomeu, filósofo grego. Neste tratado Ptolomeu informa que o homem é composto de quatro elementos: Fogo (intuição), água (sentimento), terra (sensação) e ar (pensamento). Dividiu o céu em 12 províncias. Leonardo reproduziu a cosmografia do mundo em 12 figuras, mostrando a variante da natureza humana. Cada apóstolo representa um tipo fundamental do gênero humano em analogia com os 12 signos.
ultima ceia leonardo da vinciA primeira coisa que percebemos neste afresco de Leonardo Da Vinci, é a centralização da figura de Jesus Cristo. A cabeça do Cristo é o centro do ponto da circunferência do arco da porta central. As linhas diagonais do quadro se cruzam com o coração de Jesus. A figura central de Jesus, o Cristo, representa o triângulo equilátero, a unidade da vida, a figura geometricamente perfeita. Todas as linhas deste quadro saem do centro da testa de Jesus. Sua mão direita está em uma atitude de dar e a mão esquerda de receber. Cristo representa simultaneamente a unidade, a dualidade e a trindade, o dogma da religião católica, que se encontra também em todas as religiões antigas.

Segundo o conhecimento astrológico, o ser humano é regido por quatro elementos da natureza, que são o FOGO, AR, TERRA E AGUA. Nas laterais do quadro, existem quatro portas de saída que representam os quatro elementos. Cada elemento é subdivido em três manifestações que são: FIXO, MUTÁVEL E CARDINAL. No fundo do quadro existem três portas, que representam estas três manifestações. No quadro, os apóstolos se dividem em quatro grupos de três. Leonardo dividiu os 12 signos em quatro grupos distintos. Da mesma forma no Quadro A Santa ceia, os apóstolos se dividem em quatro grupos de três. Dividiu os apóstolos em grupos de atitudes passivas e ativas. Temos seis apóstolos em ações ativas e seis apóstolos em ações passivas. Na Astrologia o primeiro signo do zodíaco é considerado ativo que é o signo de áries; o signo posterior, touro, é passivo e assim sucessivamente. Os signos ativos, representados pelos apóstolos, têm uma tendência a agir diante de uma situação considerada urgente, e os passivos têm uma tendência a reagir.

No quadro o primeiro apóstolo da direita para a esquerda é Simão que representa o signo de Áries.

O livro intitulado Código da Vinci bateu vários recordes de venda em todo mundo. Para o autor do livro, o pintor Leonardo Da Vinci pertenceu a uma seita secreta chamada, Priorado de Sião, que guardava em segredo a verdadeira identidade de Maria Madalena. No livro chega a supor que ela havia sido casada com Jesus Cristo e teria tido com ele uma filha, chamada Sara. A linhagem da família, segundo o livro, vem sendo guardada a sete chaves. Uma das teses do autor é a de que Leonardo da Vinci, ao pintar a Santa Ceia, teria se inspirado nesta história secreta e pintado uma mulher ao lado de Jesus e não o apóstolo João, como se imaginava que fosse. O enigma de João pode ser totalmente esclarecido pela teoria de que o quadro foi inspirado nas leis astrológicas. Na verdade, Leonardo partiu do seguinte pressuposto: No momento da Última Ceia, Cristo informa aos 12 apóstolos que um deles o havia traído. Leonardo expressou através da arte da pintura, qual seria a atitude de cada signo naquele momento drástico, baseando-se na essência dos mesmos. João representa o signo de libra. Leonardo fez a imagem de João à luz da perfeição, já que este signo é regido pelo planeta Vênus, que é o planeta ligado à estética e a beleza física. João possui cabelos volumosos, e seu semblante é de traços infantis, com nariz pequeno, boca harmoniosa e uma postura meiga, imparcial e quase feminina. Esta teoria prova porque João tem traços de beleza física. E pode haver sim, uma probabilidade de Leonardo ter homenageado Maria Madalena como sendo representante do signo de libra.

Pela teoria do autor, Maria Madalena estaria substituindo o apóstolo João na Última Ceia. Judas é outro exemplo interessante no quadro. Não queria ser um traidor, mas sim, iniciar uma revolta. Ele sabia que Jesus tinha o poder e que era um paranormal. Imaginou que provocando a prisão de Cristo, pudesse fazer o messias manifestar os seus poderes paranormais. Desta forma, geraria uma revolução e a expulsão dos romanos, já que Jesus era capaz de ressuscitar os mortos e transformar água em vinho. Escorpião tem capacidade de enxergar o que está oculto, de avaliar o poder ou talento e qualidades dos indivíduos. Ele quis provocar esta reação em Jesus, mas Jesus se entregou porque não queria uma revolução armada ou política, mas uma transmutação em termos espirituais. Judas vendo falhar seu plano virou o ferrão do escorpião contra si mesmo, e se suicidou. No mundo animal o escorpião, é o único que consegue cometer suicídio com seu próprio veneno. O escorpião deve aprender a dominar os seus impulsos, pois pode destruir tudo aquilo que ele mesmo atraiu e conquistou. Costuma ir direto ao ponto, não é de dar rodeios, ele vai de encontro ao essencial de uma questão. Tem a frieza e a capacidade de calcular e agir dentro de um objetivo determinado. Vai ao extremo de uma situação, para dali, fazer surgir algo. O escorpião não se acomoda as coisas como elas são. Ele quer transformar, modificar as pessoas, para que elas manifestem plenamente as suas potencialidades.

Outro exemplo: apóstolo Pedro. De uma maneira grotesca o autor do livro O Código da Vinci tenta nos convencer de que a faca que o apóstolo Pedro segura surge do nada e não pertence a nenhum dos apóstolos. É muito simples provar que Dan Brown, o autor, está totalmente equivocado. O braço direito de Pedro está dobrado, e percebe-se que seu cotovelo está curvado. Na verdade o que não vemos é a extensão do seu braço. A imagem do quadro mostra apenas a mão segurando uma faca, porque o corpo de Judas encobre a parte do braço de Pedro que não aparece. Pedro segura a faca para trás com o cotovelo curvado. Esta é mais uma prova de que o livro, O Código da Vinci, é baseado em pura ficção. Esta postura de Pedro demonstra o lado justiceiro do sagitário, que faz justiça com as próprias mãos. Sagitário tem como símbolo, o Centauro, que era um ser mitológico, metade homem e metade cavalo.

SAIBA QUAL APÓSTOLO REPRESENTA O SEU SIGNO ZODIACAL
NO QUADRO “A ULTIMA CEIA” DE LEONARDO DA VINCI.

 

ultima ceia leonardo da vinci

Entendimento dos 12 signos através da Santa Ceia de Leonardo da Vinci.

Simão: Áries – ATIVO – elemento FOGO – IMPULSIVO.

É o primeiro apóstolo da direita para esquerda. Está em pé na ponta da mesa. Toma uma atitude corajosa, sem precisar da opinião dos outros. Tem iniciativa e individualização do ego. Impõe com as duas mãos a direção a tomar. É imediatista e quer resolver o dilema naquele instante. Está inconformado.

Judas Tadeu: Touro – PASSIVO – elemento terra- CONSERVADOR

É o segundo apóstolo da direita para a esquerda. Uma das mãos de Judas está tentando dar formas ao pensamento, quer apalpar e tocar em algo. Aceita o comando de Áries. A outra mão, segura um saleiro (na versão original do quadro). Tem como meta, a segurança material.

Mateus: Gêmeos – ATIVO – elemento AR – COMUNICATIVO.

É o terceiro apóstolo da direita para a esquerda. Mateus conversa com Simão. Gesticula as mãos e braços em direção contrária do movimento da cabeça, indicando inconstância. Quer fazer várias coisas ao mesmo tempo. Era o mensageiro entre os apóstolos. Gêmeos é o signo da jovialidade. Mateus tem a feição mais jovem de todos os apóstolos.

Felipe: Câncer – PASSIVO – elemento AGUA – EMOCIONAL.

É o quarto apóstolo da direita para a esquerda. As mãos estão voltadas para o peito. Agasalha o momento tão temerário para dentro dos seus sentimentos e emoções. Acumula maculas, pois não esquece o passado, que se infiltra no seu peito em memórias infindáveis.

Tiago Menor: Leão – ATIVO – elemento FOGO – LÍDER.

É o quinto apóstolo da direita para a esquerda. Está de pé ao lado de Cristo. Está centralizado em si mesmo. Não precisa da opinião dos outros. Sua atitude é de liderança. Os braços estão abertos. Expõe seu peito com coragem e ímpeto. Entre os apóstolos é o que mais caracteriza o comando.

Tomé: Virgem – PASSIVO – elemento TERRA – DETALHISTA.

É o sexto apóstolo da direita para a esquerda. Está com o dedo indicador voltado para a face. Este ato demonstra o lado observador, crítico e analítico do virginiano. Dá atenção redobrada aos pormenores e aos detalhes. Após uma análise minuciosa da situação, estará apto para tomar uma decisão.

João: Libra – ATIVO – elemento AR – APAZIGUADOR.

É o sétimo apóstolo da direita para a esquerda. Está sentado ao lado de Cristo. Sua cabeça está curvada para a direita. Ele escuta o que o Pedro tem a dizer em uma atitude de ponderação. As mãos estão entrelaçadas, demonstrando imparcialidade para poder tomar uma decisão.

Judas Iscariotes: Escorpião – PASSIVO – elemento ÁGUA – TRANSFORMADOR.

É o oitavo apóstolo da direita para a esquerda Ao segurar o saco de dinheiro, Judas se apodera do bem material e ao apontar para o Cristo, procura a resposta do plano espiritual. A transformação da matéria através das perdas. Em uma das mãos o saco de dinheiro, na outra um vazio, buscando algo oculto e que ele não vê. Está olhando para o Cristo, tentando compreender seu comportamento manipulador. Ao lado do seu braço direito, em cima da mesa, aparece um saleiro virado. Transforma o ambiente a sua volta de forma sutil e sorrateira.

Pedro: Sagitário – ATIVO – elemento FOGO – IDEALISTA.

É o nono apóstolo da direita para a esquerda. Pedro está com uma das mãos apontando para o Cristo, o Divino. Ele acredita e tem fé. Está otimista e dialoga com Felipe (metade humana do Centauro). É um político nato. Na outra mão possui uma faca virada para trás, mostrando o lado mais agressivo (faz justiça com as próprias mãos) e selvagem do Sagitário (metade cavalo do Centauro). Na idade média este signo representava os guerreiros, soldados, aventureiros, e justiceiros.

André: Capricórnio – PASSIVO – elemento TERRA – REALISTA.

É o décimo apóstolo da direita para a esquerda. Está com as mãos abertas, na altura do seu rosto e voltadas para fora. As mãos estão estáticas, como que pedindo para que o tempo pare naquele momento. É uma posição de bloqueio e interrupção. Quer por ordem na casa. O capricórnio tenta paralisar o tempo para poder tomar uma decisão. Como a própria cabra montanhesa, não dá um passo sem ter certeza de que está seguro de continuar sua peregrinação, até o topo da montanha.

Tiago Maior: Aquário – ATIVO – elemento AR – ALTRUÍSTA.

É o décimo primeiro apóstolo da direita para a esquerda. Tiago conversa com André e toca Pedro com uma das mãos no ombro. Está procurando unir os companheiros. Uma de suas mãos toca o ombro de André e a outra toca o ombro de Pedro em um gesto de fraternidade. É o único apóstolo que toca os outros apóstolos. Esta postura mostra o lado humano do signo de aquário. Procura realizar um objetivo através do apoio de amigos ou através de um grupo de pessoas.

Bartolomeu: Peixes – PASSIVO – elemento ÁGUA – SENSÍVEL.

É o décimo segundo apóstolo da direita para a esquerda.  Aparece isolado do grupo na ponta esquerda da mesa. Está de pé com as mãos postadas sobre a mesa. Seu rosto demonstra uma profunda compaixão. O signo de peixes assume o sacrifício sem querer promover sua comoção. É um mártir por excelência. É o único que tem uma visão geral da cena.  Este signo tem sempre uma visão global do mundo.